Descrição do projeto:

A EP Engenharia foi contratada para desenvolver e implementar uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) temporária para atender à maior fábrica de celulose do mundo, localizada em Ribas do Rio Pardo – MS. O projeto envolveu o fornecimento de uma estrutura capaz de tratar 100m³/h de efluentes, abrangendo todas as etapas desde o projeto até a operação da instalação.

Com 12.000 funcionários envolvidos na construção da fábrica de celulose, a Suzano enfrentou o desafio de gerenciar e tratar os efluentes sanitários gerados no canteiro de obras. A necessidade era fornecer uma estrutura temporária que garantisse o tratamento eficiente dos efluentes, atendendo aos padrões ambientais e de saúde ocupacional.

Solução implementada

A EP Engenharia ofereceu um pacote completo de Engenharia, Aquisição e Construção (EPC), incluindo o projeto e a construção da ETE, além da operação assistida por 6 meses.

O sistema foi projetado para receber efluentes por tubulações e por caminhão. A primeira etapa é a remoção de areia e sólidos grosseiros através de caixas de areia e gradeamento. O efluente então é direcionado para a caixa divisora de fluxo, podendo alimentar as duas lagoas de aeração de forma simultânea ou apenas uma delas. Nas lagoas de aeração foram instalados aeradores flutuantes que promovem a oxigenação do efluente, criando condições favoráveis para a depuração microbiológica da matéria orgânica.

Após as lagoas de aeração, o lodo biológico já mineralizado sedimenta no fundo lagoa de decantação e a água clarificada sobrenadante verte para a etapa final da ETE, onde recebe a dosagem de hipoclorito de sódio e finalmente é direcionada para a linha de descarte no rio, atendendo a todos os requisitos ambientais estabelecidos.

Resultados alcançados:

  • A ETE provisória garantiu o tratamento eficiente dos efluentes sanitários durante todo o período de construção da fábrica de celulose e segue em operação.
  • A estrutura temporária será capaz de tratar aproximadamente 2,6 milhões de metros cúbicos de efluentes, atendendo às necessidades do empreendimento.
  • A qualidade da água tratada atendeu aos mais rigorosos padrões ambientais, garantindo a conformidade com as regulamentações locais.
  • A EP Engenharia demonstrou sua expertise técnica e capacidade de fornecer soluções integradas para o tratamento de efluentes em ambientes desafiadores de canteiro de obras.


Este projeto exemplifica o nosso compromisso em fornecer soluções eficientes e inovadoras para o tratamento de efluentes na indústria de papel e celulose. Ao oferecer uma abordagem completa de EPC e operação assistida, garantimos o sucesso do projeto, contribuindo para o avanço da sustentabilidade e eficiência operacional da Suzano.

Se sua empresa enfrenta desafios semelhantes no gerenciamento de efluentes e quer atender as políticas ESG, entre em contato conosco para saber mais sobre nossas soluções integradas e como podemos ajudar a atender s suas necessidades específicas.

  • Setor: Indústria de Papel e Celulose
    Tipo de contrato: EPC
    Vazão: 100 m³/h
    Detalhes do projeto:

    • Setor: Indústria de Papel e Celulose
    • Tipo de contrato: EPC (Engineering, Procurement and Construction)
    • Vazão: 100 m³/h
    • Localização: Ribas do Rio Pardo/MS